Do meu retorno

Chego de viagem, para o azar dos senhores, sem nenhuma notícia daquela terra onde o tédio consome por completo mesmo o mais cálido estado de espírito. Para variar, continuo sendo um ser polêmico naquele lugar e descobri que não tenho colaborado para mudar essa condição (nem desejo). A notícia de que passei na UFOP se alastrou por toda cidade e já estava eu a ver o momento onde fariam um motim para levar-me à fogueira. Sim, tudo isso por que Paineiras é a capital mundial da inveja e se acham que estou entristecido com a situação estão perdendo tempo (bem, estão perdendo tempo só de estar aqui mesmo) quero mesmo é que a cidade se consuma nas suas próprias chamas e, para todos que desejam minha desgraça independente de qual parte do mundo habitem, desejo um grande EXPLODAM-SE em caixa alta para que mesmo os analfabetos funcionais consigam ler. Estou é morrendo de rir de tudo isso, se acham isso grande cousa então não perdem pelo que ainda virá, os ventos ainda correm e sabe-se lá para onde vão soprar um dia. Recebo anúncios de última hora que indicam que terei de retornar para aquele buraco que intitulam de cidade tão mais rápido que imaginava, preparem-se para ter um súbito acesso de paz novamente, mas não fiquem de todo felizes já que meu retorno, quando se processar, vai durar pelo longo ano que se segue.
Ainda tenho muitos sistemas para desestruturar, ainda tenho muita gente para chocar, ainda tenho muito do que achar graça e um pequenino fragmento de filosofia que diz que nenhum sistema volta ao equilíbrio sem ser perturbado da mesma forma que nenhum sistema sai de equilíbrio sem ser perturbado (embora todos de visão imediata e notóriamente curta sempre irão discordar disso). Entropia, no fim, tudo acaba em entropia, para um propósito ou outro. Não precisam se preocupar, não costumo ver propósito na segunda opção e tampouco acredito que se deva brincar com entropia.
Ah, antes que me esqueça, estou fazendo aulas de direção, o próximo atropelado pode ser você!
Se isso acontecer já sabe. Nunca esteve aqui antes.
0 comentários:

Followers